Estudos

Técnica Pomodoro para organizar a rotina

Oi Maglovers, como vocês estão?

O ano está voando aí para vocês também ou é só aqui? Nesse um ano de home office muita coisa mudou na minha rotina como se não bastasse pandemia, faculdade à distância, home office, tarefas domésticas, cachorro pra cuidar, ainda ganhei de brinde uma gravidez! Quarentena nível hard por aqui 😅, risos nervosos. Durante o ano passado eu fui testando formas de equilibrar todos esses pratinhos e não surtar ao mesmo tempo. Esse ano eu defini os meus objetivos, tracei algumas metas, mas a rotina muitas vezes é feita de imprevistos e adaptação é sempre necessária.

Mas se organizar é assim mesmo, uma eterna adaptação, e eu AMO testar novos métodos e técnicas. Até porque não existe certo e errado quando se trata de organizar a rotina, o que funciona pra mim pode não funcionar para você e tá tudo certo. Aliás, o que funciona pra mim agora pode não funcionar daqui há uns meses, porque a vida muda mesmo. Ó se muda!

Separar meu dia em blocos de tempo já não estava dando mais certo, às vezes no meio do dia eu precisava pagar uma conta porque o banco fecha 16h, ou tinha uma consulta, ou só precisava parar 10 minutinhos e colocar o feijão para cozinhar e o bloco de tempo acabava limitando a minha rotina. Foi aí que eu comecei a implementar a técnica pomodoro.

Técnica Pomodoro

A técnica foi inventada pelo italiano Francisco Cirillo nos anos 80, pomodoro significa tomate, já viu aqueles temporizadores em formato de tomate? É por conta da técnica. Ela foi pensada para ajudar quem procrastina tarefas, por aqui ela serviu principalmente para eu conseguir dar conta da lista gigante de itens no meu checklist.

E como ela funciona, afinal de contas? A ideia é que você reserve um tempo para focar numa atividade durante 25 minutos ininterruptos, depois disso você descansa 5 minutos. Nada impede que você aumente esses 25 para 30, 40 minutos, o importante é intercalar um momento de concentração com outro de descanso.

Eu fui adaptando a minha realidade e eu geralmente tiro 30 minutos durante os quais eu faço o máximo de atividades possíveis de uma área da minha vida. Por exemplo: 30 minutos arrumando a casa dá pra lavar a louça do café, passar uma vassoura no chão e arrumar a cama. 30 minutos focados na faculdade dá pra responder uma atividade e organizar o meu calendário de provas e trabalhos. No trabalho eu gosto de usar os 30 minutos para fazer aquelas tarefas que demandam concentração, como por exemplo escrever esse texto.

Depois desses 30 minutos eu geralmente dou uma levantada pra beber uma água, esticar um pouquinho o corpo ou só deitar na rede e checar o instagram.

Isso significa que durante esses 30 minutos eu não penso em mais nada, me desligo e fico superconcentrada sem pensar em nada? Claro que não! Nos primeiros 10 minutos começam a pipocar outras coisas super urgentes que eu deveria estar fazendo naquele momento e quando isso acontece eu pego um bloco de papel, meu fiel escudeiro, e anoto o que precisa ser feito e depois volto nessas tarefas.

Essa foi a forma que eu encontrei de não dar foco total em uma área e esquecer da outra. Até ano passado eu tentava separar certinho o tempo de casa, trabalho e lazer, mas com tudo no mesmo ambiente fica bem difícil você delimitar o espaço de cada responsabilidade no seu dia e sempre fica aquela sensação de estar em falta com alguma área.

Por enquanto tem funcionado bem e eu consigo até separar um tempo de descanso entre o fim do trabalho antes de entra na aula online, afinal de contas uma das funções da organização é te trazer uma vida mais leve, é te ajudar a dar atenção pro que importa e tempo de descanso é fundamental!

Você já conhecia esta técnica? Como você tem se organizado no home office? Me conta!

 

Até mais

 

Related Posts