Business (Demo), Negócios

O Que é Uma Franquia?

Entenda O Que é Uma Franquia 

Empreender para muitos é um grande sonho e pode gerar sentimentos de grande ansiedade frente aos desafios de começar todo um negócio do zero. 

Nesse sentido surgiram as franquias, que entregam ao franqueado um plano de negócios completo, já testado e validado. Pronto para ser implantado com todo o suporte necessário ao investidor. 

De forma resumida, uma franquia é uma estratégia utilizada em administração que tem, como propósito, um sistema de venda de licença na qual o franqueador (o detentor da marca) cede, ao franqueado (o autorizado a explorar a marca), o direito de uso da sua marca, patente, infraestrutura, know-how e direito de distribuição exclusiva ou semi exclusiva de produtos ou serviços. 

 

Os Benefícios de Ser Um Franqueado 

Os benefícios de se investir em uma franquia são diversos. Principalmente se comparados a todas as etapas necessárias para iniciar uma empresa do zero.  

Antes de optar por uma franquia, é preciso que você conheça o sistema de negócio e quais são realmente suas vantagens. Dessa forma, sua escolha será feita de modo mais consciente e acertado. Dentre as principais estão: 

  • Abertura de negócio mesmo sem uma experiência empresarial no setor; 
  • Redução do risco envolvido, visto que o conceito do negócio já foi validado com sucesso; 
  • Benefício e aproveitamento de uma marca já consolidada no mercado; 
  • Capacitação e treinamento inicial completo ao franqueado; 
  • Existência de ferramentas de gestão, informação disponível sobre volume de vendas, número de clientes, percentagem de lucros obtida, percepção das preferências, hábitos de consumo, gestão do ciclo de rotação dos estoques e das necessidades de reposição; 
  • Estudos de mercado visando a otimização constante do modelo de negócio e saúde a longo prazo; 
  • Melhores condições de compra com fornecedoresnegociações de aluguel, em face de uma marca já reconhecida; 
  • Apoio técnico, administrativo e de gestão, inclusive na escolha do ponto de venda, de acordo com critérios de franquia, localização e acessibilidades; 

 

ATENÇÃO ! 

Mesmo sendo uma das formas mais seguras de investir e começar a empreender, abrir uma franquia também pode trazer alguns riscos, como é o caso de riscos financeiros.  

Para se tornar um franqueado, você terá que arcar com várias taxas, valores de investimento e até custos para reforma de uma unidade local, por exemplo. 

Por isso, é importante fazer uma análise financeira completa para descobrir todos os gastos necessários e se você consegue arcar com eles.  

Você deve se atentar também aos riscos de não receber esse retorno no tempo planejado, e estar organizado o suficiente para lidar com a situação. 

Além disso, há de se analisar se você tem perfil para o modelo de franquia. Que já tem regras estabelecidas e protocolos a serem seguidos. Se você é do tipo de investidor que espera adequar e modificar a forma de operar do negócio, talvez essa não seja a melhor opção. 

Você deve pesquisar bastante sobre a franqueadora e consultar outros franqueados, para entender como funciona a comunicação com a franqueadora e seus suportes oferecidos.  

Dessa maneira, pode evitar a falta de suporte e qualquer outro problema que se desenvolva. 

 

Estude a Circular de Oferta de Franquia 

Mais conhecida como COF, a Circular é um documento descrito na Lei de Franquias. 

A lei de franquias brasileira impõe uma série de exigências para uma empresa se tornar uma franqueadora. Ela visa tornar todo o processo de comercialização de unidades de franquias mais transparente para o franqueado e franqueador. 

Todas as informações sobre investimento, taxas a serem pagas, direitos e deveres de franqueados e franqueadora, e características do modelo de franquia escolhido devem estar descritos na Circular de Oferta de Franquia (COF) e no contrato de franquia. 

Ao final do processo de seleção dos candidatos a franqueados, os futuros empreendedores devem receber a COF com 10 dias de antecedência da assinatura de qualquer documento referente à franquia. 

Esse tempo foi imposto pela legislação para evitar que a franqueadora pressione os franqueados a assinarem o contrato de franquias, antes de estudarem todos os documentos com calma. 

Segundo o artigo 3º da Lei de Franquias, a Circular de Oferta de Franquias deve conter as seguintes informações: 

  • Histórico resumido dos sócios, razão social e empresas vinculadas a franqueadora; 
  • Balanços e demonstrações financeiras; 
  • Indicações de todas as pendências judiciais existentes vinculadas a franqueadora; 
  • Descrição detalhada da franquia e atividades relacionadas; 
  • Perfil do franqueado ideal; 
  • Requisitos quanto ao envolvimento direto do franqueado no negócio; 
  • Especificações quanto ao investimento a ser realizado; 
  • Informações detalhadas de despesas e taxas vinculadas ao negócio; 
  • Relação completa de todos os franqueados da rede; 
  • Indicação detalhada do que é oferecido ao franqueado pelo franqueador; 
  • Situação atual da marca perante ao INPI; 
  • Situação do franqueado após o fim do contrato de franquia; 
  • Modelo do contrato de franquia. 

 

Espero que esse conteúdo tenha sido esclarecedor para você que busca um modelo de negócios para empreender.  

Para conhecer mais sobre a Magnólia e receber nossa apresentação comercial, se inscreva no link abaixo: 

 

De volta à lista

Postagens Relacionadas